Arquivo mensal: setembro 2006

O dízimo bíblico

O texto deste estudo foi atualizado nesta data: 30/03/2013

Também as dizimas do campo, da semente do campo, do fruto as árvores, são do Senhor, santas são ao Senhor. Porém, se alguém das suas dizimas resgatar ou tirar alguma coisa acrescentará seu quinto sobre ela. Lv 27:30-31

Segundo o Dicionário Global da Língua Portuguesa, Edição atualizada de 1999, do editor Raul Maia, pg. 342, dízimo significa a décima parte, imposto equivalente à décima parte (dízimo significa dez por cento). Biblicamente o dízimo é cobrado para manutenção da obra ou da igreja de Deus, como qualquer outra associação, onde seus sócios contribuem mensalmente com um valor pré-estipulado pela direção para a manutenção da própria sociedade, com uma diferença: Deus dá condições para o homem viver e sobreviver, dá saúde e outras posses, e então diz: Trazei o dízimo a Casa do Tesouro para que haja mantimento na minha casa (igreja) (Ml 3:10). Já as associações cobram mensalidades, as vezes maiores que a décima parte, no entanto pouco fazem em benefício dos sócios. Mas Deus é o dono de tudo, e o homem de nada é dono, apenas administra enquanto vive o que Deus dá.

 DÍZIMO PELA FÉ E POR VOTO

 1-Em Gn 14:18-19 Melquesedeque abençoou o patriarca Abraão. Qual foi a reação do patriarca? Gn 14:20. Hb 7:2.

 2-O que levou Jacó fazer um voto, e que pedido fez a Deus? Gn 28:20-22.

3-Jacó foi ricamente abençoado (Gn 30:37-43). Ele pagou o voto que fez a Deus? Gn 35:7

Abraão deu o dízimo de tudo que tinha, porque reconheceu que só feriu o rei Quedorlaomer e seus aliados (Gn 14:17) porque Deus estava com ele e lhe abençoou nas guerras e nas posses que tinha. Em Gn 28:20-22 Jacó fez um voto dizendo que se Deus  lhe abençoasse, e lhe guardasse em sua viagem, Ele devolveria o dízimo de tudo,  se revelando dizimista condicional. O voto de construir a casa de Deus Jacó cumpriu em Gn 35:7. Ele disse que certamente entregaria o dízimo e com certeza entregou.

DÍZIMO COMO MANDAMENTO

4-Sobre o dízimo: Que mandamento deixou Deus para seu povo? Lv 27:30-32,34.

Esta é a forma correta para devolução dos dízimos: se a renda for de mil reais, devolve cem reais para o Senhor, o que é equivalente a 10%. Mas se foi necessário gastar os cem reais que na verdade é do Senhor, quando for devolver, deve-se acrescentar a quinta parte sobre os cem reais, ou seja, divide cem por cinco, que é igual a vinte reais, totalizando assim cento e vinte reais.

ROUBAR A DEUS

 5-Qual a forma, pela qual, o crente rouba a Deus? Ml 3:8.

Há crentes que acreditam que enganan a Deus na entrega parcial dos dízimos ou das ofertas. At 4:36-37 diz que Barnabé vendeu uma herdade e trouxe o preço e depositou aos pés dos apóstolos. At 5:1-4 diz que certo homem chamado Ananias quis fazer o mesmo, mas reteve parte do dinheiro e apresentou aos apóstolos como se fosse integral, e apenas sua esposa sabia. Disse Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a não ficava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentistes aos homens, mas a Deus. Pedro explicou que ele não era obrigado doar o dinheiro, mas que não podia mentir, dizendo que aquele valor era todo o preço da herdade. Se Ananias tivesse falado aos apóstolos o preço certo da venda da herdade e que entregaria apenas parte do valor e que ficaria com o restante estaria dizendo a verdade, logo não pecaria e não teria morrido, conforme diz o v.5. Da mesma forma se não tivesse levado nada, pois não era obrigado a doar sua herdade.

Voltando a análise de Ml 3:10,12-13: Trazei todos os dízimos a casa do tesouro para que haja mantimento na minha casa e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos Exércitos. E todas as nações vos chamarão bem-aventurados, porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o Senhor dos Exércitos. As vossas palavras foram agressivas para mim, diz o Senhor. Entendemos que essas palavras eram dirigidas exclusivamente para o povo de Israel, e não a todas as nações, inclusive a ordem quanto à entrega dos dízimos. Mas Deus, através de seu filho Jesus Cristo,  adotou os estrangeiros convertidos como filhos.

Paulo disse aos romanos (os quais logicamente não eram israelitas): Porque não recebeste o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba Pai (Rm 8:15). Aba Pai era uma forma pela qual os judeus se dirigiam a Deus, inclusive Jesus o fez (Mc 14:36). E os estrangeiros estavam, por meio de Jesus Cristo, recebendo também este direito, como filhos enxertados, logo participantes da raiz (Rm 11:17). Sendo assim, recebemos também o dever de entregar os dízimos e obedecer toda a Palavra de Deus (Is 56:6-7).

UTILIDADE DOS DÍZIMOS

 6-Qual a utilidade dos dízimos na casa de Deus? Ml 3:10. 

7-Do que sobrevivem os Sacerdotes que administram a casa de Deus? ICo 9:13-14. 

Neste texto, vemos que o dízimo pode ser usado para manter aqueles que vivem anunciando o evangelho, dirigindo igrejas de Deus e que vivem no altar do Senhor. Ne 13:10-12: Também entendi que o quinhão dos levitas se lhes não dava, de maneira que os levitas e os cantores que faziam a obra, tinham fugido cada um para a sua terra. Este texto diz que os levitas e também os cantores, que juntos faziam a obra, viviam dos dízimos. Nos v. 11 e 12 Neemias discute com os magistrados, porque eles teriam desamparado a casa de Deus, e ele diz: porém, eu os ajuntei e os restaurei no seu posto. Então todo o Judá trouxe os dízimos do grão e do mosto, e do azeite aos celeiros. O que vemos neste versículo foi uma resposta de Judá a má administração da igreja. Reteram os dízimos, então faltou o sustento para os levitas e para os cantores e estes abandonaram a obra de Deus, mas na medida em que Neemias os resgatou, os trouxe para o templo e os  colocou cada um no seu posto, toda Judá trouxe os dízimos ao celeiro do templo, como um sinal de satisfação com a nova direção do povo de Israel.

DEUS RECONHECE O SOFRIMENTO DO AGRICULTOR BRAÇAL

8-De que forma Deus cobrava os dízimos dos agricultores da época? Dt 14:28-29. 26:12-13.

Em cada três anos os agricultores dividiam os dízimos de tudo que colhiam; estes dízimos usados para sustentar os levitas pertencentes à tribo de Levi, os quais eram encarregados dos trabalhos do templo e do tabernáculo. Também eram destinados a ajudar os órfãos e as viúvas que não tinham condições financeiras para a sobrevivência e até os estranhos carentes.

At 6:1-4: Ora naqueles dias, crescendo o numero dos discípulos, houve uma grande murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano. Escolhei pois, irmãos, dentre vós, sete varões de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio.

As viúvas eram acolhidas pelo ministério e os dízimos também eram usados para esse fim, aliás, não tem lógica a igreja pregar o amor e a justiça e desamparar as viúvas e os órfãos da sua própria comunidade. At 6:5 diz que este parecer contentou a todos e elegeram homens para isso. E a igreja de hoje? Também usam os dízimos para esse fim? Ao lermos Mc 12:41-44 compreendemos que era grande a preocupação de Jesus com os órfãos e principalmente com as viúvas.

O obreiro é digno de seu salário (Lc 10:7), mas também os cantores que, através da música, alegram a liturgia do culto e mantêm a igreja na glorificação a Deus. Muitos não têm tempo disponível para os ensaios, nem condições financeiras para se equipar com os aparelhos necessários. Para esses a liderança da igreja deve olhar com mais atenção, dando mais assistência, pois a estes Deus ama e requer cuidado (Ne 10:39; 13:10-12).

DOAÇÕES VOLUNTÁRIAS

9-Além dos dízimos, os crentes faziam doações voluntárias? ICr 29:5-10,17

Davi, os príncipes e o povo voluntariamente ofertavam a Deus com dinheiro, ouro, prata, cobre, ferro, pedras e até mão de obra, mas as doações eram feitas com amor a casa de Deus (v.3). Tudo o que temos, recebemos do Senhor. Nada mais justo, do que doarmos um pouco do que temos para a casa de Deus.

CUIDAR DOS NECESSITADOS

10-Em junho de 2012, um almoço servido em marmita custava em torno de R$ 8,00 em Primavera do Leste – MT. Com base nesse valor, seriam necessarios R$ 40.000,00 para alimentar 5.000 homens. Certa ocasião, de onde o Senhor Jesus mandou tirar essa despesa? Jo 6:2-7,10

Esse texto é um exemplo para a direção das igrejas de hoje. Em Ml 3:10 Deus fala que o dízimo é para manutenção de sua casa. Neste caso o dizimo é para manter os sacerdotes, os cantores, as viúvas e os órfãos servindo a Deus, porque cessar a fome alheia é um gesto de amor.

Mt 23:23 Disse Jesus: Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé. Deveis, porém fazer estas coisas e não omitir aquelas.

Lc 11:42 (up.) diz: Desprezais o juízo e o amor de Deus. Importava fazer estas coisas e não deixar as outras. A justiça e o amor devem ser considerados em primeiro lugar. Quando se devolve o dízimo por amor a causa faz-se justiça, mas quando se entrega apenas para ser visto como justo e para preservar a aparência, como fez o fariseu em Lc 18:11-12, não há nenhuma recompensa da parte de Deus, pois a si mesmo exaltou, e assim, poderá ser humilhado ( v.14up.).

Quando fizermos nossas colheitas, devemos olhar para o levita (aquele que está a serviço da igreja), o estrangeiro, o órfão e a viúva e com eles dividir os dízimos. Então podemos dizer a Deus: Tirei o que é consagrado de minha casa e dei também ao levita ao estrangeiro, ao órfão e a viúva, conforme a todos os teus mandamentos que me tens ordenado, nada traspassei dos teus mandamentos, nem dele me esqueci (Dt 26:12-13). Fazendo assim, estamos mantendo a casa de Deus como disse em Ml 3:10.

A vaidade e a moral do cristão

O texto deste estudo foi atualizado nesta data: 10/01/2013

 Então disse Jacó à sua família, e a todos os que com ele estavam: Lançai fora os deuses estranhos que há no meio de vós, e purificai-vos e mudai as vossas vestes. Entregaram, pois, a Jacó todos os deuses estranhos, que tinham nas mãos, e as arrecadas que pendiam das suas orelhas; e Jacó os escondeu debaixo do carvalho que está junto a Siquém.Gn 35:2-4

 A vaidade atrapalha e afasta o homem de Deus. Normalmente ela surge em pequenos sinais, mas logo se torna poderosa. Através dela, o homem adora coisas fúteis, inverte valores, passa a amar coisas terrenas e a si mesmo mais que a Deus. O objetivo da vaidade é fazer com que a pessoa se sinta bem, bonita, interessante, atraente e importante aos seus próprios olhos e aos olhos humanos em geral. Assim, passa a investir numa conduta ditada pelos ímpios, ferindo a vontade de Deus: Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. (I Jo 2:15).

Este é um tema essencial para o conhecimento do cristão que deseja a salvação. Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração; que não entrega a sua alma à vaidade… (Sl 24:3-4).

 1 – Por que o povo de Deus, às vezes, é desprezado? Is 3:9.

 2 – Leia Is 3:14 e responda: Quem o Senhor vai julgar e por quê?

O povo de Deus não deve seguir costumes e culturas das nações, nem se associar com os filhos dos estranhos, mas se manter em obediência e a postura de servos de Deus, pelo contrário sofrerá o desprezo e passará a ser oprimido. Deus irá julgar os anciãos (pastores) do seu povo que consomem a vinha (igreja) e que tiram o direito do pobre, quando somente os que têm ouro e prata são vistos nas igrejas. Os mandamentos de Deus foram esquecidos e a doutrina dos apóstolos foi destruída nas igrejas, e assim entraram no inevitável declínio espiritual, um caminho quase sem volta.

 3 – O que falou Deus sobre os filhos da igreja nos últimos dias? E o que fará a ela? Is 3:16-24.

Deus diz que as mulheres se exaltam, andam de pescoço erguido, e tem olhares imprudentes, ou seja, querem ser superiores, independentes; não tem pudor, andam como que vão dançando (requebrando). Então o Senhor fará tinhosa a cabeça dessas mulheres, ou seja, nojenta e repugnante. Deus descobrirá a sua nudez e tirará toda a sua vaidade, sua beleza; o cheiro se transformará em fedor. Algumas mulheres da igreja em meio ao declínio espiritual e moral são conhecidas pelo apego a jóias, modas e beleza externa em geral; são mulheres que não primam pela santidade e pelo amor a Deus. Deus viu que as mulheres se preocupavam em ser belas para despertar a sensualidade; isto também é notório em os nossos dias.

 4 – Leia 1 Tm. 2:9,15 e responda: Quais as recomendações de Paulo às mulheres da igreja de Deus?

 5 – Leia Ap. 16:15 e responda: Além de vigiar, o que deve fazer o servo de Deus?

 6 – Em Ap 2:20, o Senhor Jesus disse ser contra o anjo da igreja por tolerar Jezabel. O que fez ela e qual era o seu costume? 2 Rs 9:30-33.

Paulo não fez rodeios nas recomendações a Timóteo: que as mulheres se ataviassem, ou seja, se vestissem em traje honesto, com pudor (que não venha a ferir a decência), modéstia e vergonha, mas como convém às mulheres que fazem confissão de servir a Deus. É como disse o anjo a João, que bem aventurado é aquele que, alem de vigiar, guardar as vestes para não andar nu e que ninguém veja a sua vergonha.

O Senhor Jesus viu o anjo da igreja (pastor) de Tiatira tolerando mulheres com o mesmo costume de Jezabel, mulher que se apresentava como profetiza, a qual ficou sabendo que Jeú viria a Jizreel, então ela se maquiou em volta dos olhos (sombra) e enfeitou a cabeça, e olhou para Jeú pela janela. Como castigo foi jogada de cima do prédio, seu sangue salpicou as paredes e os cães comeram sua carne (Rs 9: 35-36).

 7 – Algumas irmãs da Igreja de Tiatira, para ficarem mais bonitas e atraentes, se espelharam em Jezabel. E quem  mais fez como Jezabel? Ez 23:4-5,40.

Aparecem duas irmãs; ambas se entregaram à prostituição. A mais velha era a Oolá, e sua irmã, Oolibá. Para serem bem vistas pelos homens, se levaram a colorir seus olhos e se enfeitaram. O mesmo fez Jezabel para receber Jeu. Oolá representava Samaria e a Oolibá representava Jerusalém, quando pecaram e se prostituíram com outros reis. Assim a igreja de hoje, quando as irmãs se pintam e se enfeitam, querem ser vistas por outro rei, e assim se prostitui com ele, adulterando os mandamentos do Rei Eterno. Assim como Jezabel recebeu o seu castigo, também será castigada toda a igreja que seguir seu exemplo (Is 3:25), e os homens que permitem que suas mulheres sigam Oolá e Oolibá, porque elas também serão julgadas e castigada rigorosamente (Ez 23:45,48).

 8 – Que outro costume das nações Deus abomina? Dt 22:5.

 9 – Como deve ser o cabelo do homem servo de Deus e por quê? 1Co 11:14.

 10 – É certo a mulher ter o cabelo comprido? Por quê? 1Co 11:5, 15-16.

 11 – Leia 1Co 11:14-16 e responda: Segundo Paulo, nas igrejas de Deus era costume das mulheres deixar os cabelos curtos e os homens cabelos compridos?

 12 – Leia Ct 7:5, 4:1 e responda: Como Salomão considerava os cabelos da cabeça de sua noiva?

Esses cânticos revelavam o amor de Cristo pela igreja. Quando em Ct 4:12 diz: irmã minha, porque a igreja também é filha de Deus; esposa minha, porque é esposa do Cordeiro; jardim fechado, porque a igreja deve ser fechada para o mundo, e o diabo não pode entrar nela; é considerada um manancial fechado para a concupiscência.

Os cabelos dessa noiva era como a púrpura, que era um tecido vermelho usado pelos antigos. Observe que em Ct 4:1, Salomão considerou os cabelos de sua noiva como um rebanho de cabras que pastavam no monte de Gilearde. Pense e imagine um rebanho de cabras pastando no monte… Assim são os cabelos da cabeça das filhas de Deus. Por esta razão Paulo diz que os cabelos da mulher serva de Deus devem ser compridos. Se alguém quiser ser contencioso, ou seja, quer contestar ou duvidar, disse Paulo, nós não temos tal costume e nem as igrejas de Deus.

Sobre as vestimentas, os vaidosos apresentam desculpas e cada vez andam mais nus, defendem a calça para o uso feminino mais que a Palavra de Deus; estão mergulhando no uso de joias e roupas sensuais. Mas, Deus diz: não haverá traje de homem na mulher, e não vestir o homem veste de mulher, porque qualquer que faz isto abominação é ao Senhor teu Deus. Em Salmo 119:96 diz: Em toda a perfeição vi limites, mas o teu mandamento é amplíssimo. Lendo 1Pe 3:1-5 encontramos, entre outras recomendações, que os enfeites das mulheres não fossem na compostura das vestes. Uma mulher vestida com decência não apresenta sua sensualidade, como com roupas apertadas, principalmente com tecido de malha ou cotton, com roupas transparentes e curtas. Na verdade, a bíblia abomina esta prática e por isso, pessoas assim não tem parte no Reino de Deus.

 13 – Em Gn 35: 1 Deus fala para Jacó lhe fazer um altar. Que pedido fez o patriarca a sua família e a sua igreja? Você obedeceria a Jacó? Gn 35:2-4. Sl 101:7.

Jacó pediu para sua família e todo seu povo se livrarem dos ídolos, se purificarem e mudarem a forma de se vestirem. Pediu também para tirarem as arrecadas das orelhas, quando Deus pediu para Jacó lhe fazer um altar, viu este zelo no patriarca, e que ele teria coragem de falar ao povo. Assim o povo poderia adorar a Deus no altar que Jacó iria levantar a Ele. O sábio Salomão diz: Enganosa é a graça, e vã é a formosura; mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada. (Pv 30:31). As pessoas que vivem enganadas assim não tem lugar no altar do Senhor.

Irmãos, Deus sempre revelou o Seu desejo em relação ao Seu povo. Sereis para mim santos, porque eu, o Senhor, sou santo, e vos separei dos povos para serdes meus… (Lv 20:26). Por isso, vale a pena sermos diferentes dos ímpios. Lembre-se das palavras de Cristo: Eles não são do mundo, como também eu não sou (Jo 17:16). De novo: …dele (do mundo) vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia (Jo 15:19). Aos que desejam se aparentar com o mundo, o apóstolo Tiago alerta:  Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus (Tg 4:4).

 Onde quer que haja uma verdadeira conversão, haverá sempre uma consciência para separação de tudo o que é mundano e sensual, como orienta a Palavra: Abstende-vos de toda espécie de mal. E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. (I Ts 5:21-22).

A Santa Ceia

O texto deste estudo foi atualizado nesta data: 30/03/2013

PÁSCOA

 E disse-lhes: desejei muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça; E tomando o cálice, e havendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós. Lc 22:15,17

 SANTA CEIA

 E tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim, Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento do meu sangue, que é derramado por vós. Lc 22:19-20.

 Em Ex 12:20 e Lc 22:7 lemos sobre pães ázimos, que quer dizer pães sem mistura, sem levedo, sem fermento, o qual era usado na páscoa, pois apontava para Cristo, por isso deveria ser puro. Assim deve ser o pão e o vinho da Santa Ceia, sem nenhuma mistura, porque disse o Senhor Jesus: este pão é o meu corpo que é partido por vós, disse também: Este cálice é o Novo Testamento no meu sangue, fazei isto todas as vezes que beberdes em memória de mim (ICo 11:23-26).

 Assim, exige zelo e cuidados especiais: A água deve ser da fonte, ou mineral; a farinha de trigo especial; o azeite de oliva deve ser cem por cento puro (Sl 104:15); o vinho da uva de igual modo deve ser cem por cento puro e natural. O pão deve ser feito exclusivamente para ser oferecido na cerimônia de Santa Ceia e pelas mãos de um consagrado da igreja, ou por um membro autorizado pelo pastor do campo (ICo 10:16-17; Mt 26:26; Mc 14:22-24).

 1-Quando profanamos o altar do Senhor? Ml 1:7

 2-O sacerdote que não tem a doutrina pode oferecer pão sagrado ao Senhor? Lv. 22:25

Quando oferecemos a Santa Ceia com pão imundo ou com fermento profanamos o altar do Senhor. Alguns sacerdotes fazem ou compram pão contaminado para celebrar a Santa Ceia do Senhor; outros colocam fermento e sal, assim contaminam o pão da Santa Ceia, e desta forma a ceia não é santa nem consagrada a Deus. O sacerdote que administra, deve viver e ensinar os dez mandamentos de Deus, se abster-se das carnes imundas, ser batizado em águas correntes, ser casado, ser consagrado ao diaconato, depois ao presbiterado e ter as qualidades citadas ITm 3:2-7.

 3-Como devemos oferecer o pão da Santa Ceia? Ex. 34:25

 Porque disse o Senhor a Paulo: Este pão é o meu corpo que é partido por vós (ICo 11: 24-25; Mt 26:26). Assim como o corpo de Cristo é puro, também o pão deve ser puro. Semelhantemente o vinho, sem mistura química e sem fermento, para que seja tomado como o sangue de Cristo, que pela sua pureza nos purifica de todo o pecado (IJo 1:7).

 4-Quando celebramos a Santa Ceia com pão ázimo, o que deve ser feito com o que sobrar? Ex 23:18

Não devemos deixar o restante para outro dia. A sobra deve ser sepultada  assim como o Senhor Jesus foi sepultado no mesmo dia em que foi sacrificado.

 5-Quais as recomendações do Senhor Jesus ao celebrar a primeira Santa Ceia? Lc 22:19-20

Que do mesmo modo que Ele fez, a igreja continuasse fazendo em memória dEle. Logo, se houver levedo no pão ou no vinho, deixa de ser em memória de Cristo.

 6-Qual era a certeza dos sacerdotes e dos escribas quando o Senhor Jesus vivia aqui na Terra? Mc 14:1-2

O Senhor Jesus não deixaria de celebrar a festa dos Pães Ázimos, a Páscoa, tanto é que Jesus disse aos Seus discípulos: Desejei muito comer convosco esta páscoa antes que padeça (L c 22:15).

7-O que Paulo aprendeu de Jesus e se empenhou em nos ensinar? ICo 11:24

Paulo aprendeu a celebrar e participar da Santa Ceia. Ele ainda alerta que devemos anunciar a morte do Senhor até que venha (ICo 11:26). Somente em comunhão com Deus e com Cristo é que devemos tomar a Santa Ceia (v.29). Estar em comunhão com Deus é aceitar a Sua palavra, ser abstinente, como Ele pediu (Is 66:17), guardar os Seus mandamentos (Ap 14:12) e ser defensor de toda a Sua palavra (IITim 3:16).